Friday, July 21, 2006

segunda viagem

Actualização tardia

O medo maior é o de sentir medo.
Porque não há medo então de me lançar e relançar neste livro, já saboreado, devorado, entranhado há tanto tempo? É que eu...bem, eu sinto medo de livros, assim como amo e abomino outros. Porque não os vejo como entidades diferentes de seres, com suas manias e qualidades. Não sinto medo deste. E acima de tudo, não sinto medo de vir a sentir medo.
Desta vez aventurei-me numa tradução portuguesa. Esta tem coisas boas. Mas fazem falta as palavras originais deste anglófono tardio, nascido na Ucrânia, de origem e base cultural polaca, que só aprendeu a língua inglesa após os vinte anos. É obra. É maravilhoso. Não me canso dele. Fez-me falta sobretudo encontrar uma das frases que comigo ficou sem esforço, gravada. A força é apenas um acidente que emerge da fraqueza de outros. Isto recorda-me também que é mais..."fácil" ser profundo em inglês do que em português. Não há qualquer afirmação de superioridade aqui. Apenas sensação e opinião. Palavras que ilustram canções soam bem a ouvidos anglófonos. A ouvidos hispânicos ou lusos fariam rir.
Este livro inspirou também um dos meus filmes preferidos, em absoluto, Apocalypse Now. Para amantes das obras em questão, vale a pena ver o documentário registado pela mulher de Coppola aquando da interminável e quase assassina realização do filme acima citado. Chama-se Hearts of Darkness. Também ele uma viagem ao nosso lado mais escuro.

5 comments:

Carolina said...

Hum!.... Vou pesquisar na net.

_+*A Elite in Paris*+_ said...

Acho que nunca

_+*A Elite in Paris*+_ said...

OOps, enviei sem querer. Acho que nunca li em Ingles. Apesar de ter as capacidades, nunca atirei à minha pessoa por esse mar, mas assim que o fizer, tenho de fazer a comparacao...

Olha, ta mto calor ai, nao esta? nada a ver, eu sei, mas aqui no norte, é Brazza, nao quero imaginar ai.

Beijokas maiores.

kanuthya said...

Não sou pessoa para clima frio, odeio ar condicionado, mas juro, isto está insuportável, até passo mal quando saio à rua... está demais :(

Anonymous said...

conradiando pelo estio...
:)
p.s. - ...e há por aí cada insecto.