Friday, July 28, 2006

até logo


Iço velas na minha mente, apesar de a viagem ser feita com asas rasgando céus. Isto se a greve no aeroporto não continuar.
Espero voltar (talvez cá passe às golfadas durante as duas próximas semanas) com outras palavras que não (pelo menos não só) as do meu dia-a-dia. A voz (ainda que seja a voz escrita) dá vida, a palavra sabe parir o pensar, e espero transcrever pedaços das vozes que me povoam, para que também esses seres possam contar a sua história e assim viver. Não temam, as vozes não se devem a esquizofrenia, apesar da minha pouca capacidade de escrever o que quer que seja nesta hora.
Vou ver o meu oceano. Muitas vezes, quando o vejo, lembro que é o mesmo, apesar da latitude mais altaneira, que me viu nascer. Não o encontrarei revoltoso de amuo invernal, mas é meu na mesma.

3 comments:

Carolina said...

Então até logo!!

quel said...

eu também tenho um oceano!!
beijinhos e lembre-se da promessa: um pastel de belém!!

_+*A Elite in Paris*+_ said...

No dia em que os bracos ja nao dependerem deste mar que nos embala iremos mais rapido que com esse bichinho de ferro voador. Até ao nosso enxt encontro! JINHOS!