Tuesday, May 22, 2007

Desta vez é por aqui que entrarei.


Fotografia de David Letts



Foi nesta cidade que passei parte da minha infância. Após a viagem descendente, a cidade continuou morando em mim. A minha bagagem é sempre pesada, mesmo quando engana largamente as balanças de check in.



Fotografia de Paulo Mendonça

Bela além do que palavras podem dizer.



Fotografia de Paulo Mendonça

Desabafo do dia: se ouço mais alguma vez (dou o desconto e refiro-me tão somente ao dia de hoje, que isto tem que ser levado um dia de cada vez) que "este é o país que temos", a minha orientação zen, reforma interior de nativa de Escorpião, tentativa de caminhada para uma vivência mais espiritualizada, enfim, tudo isto ficará seriamente comprometido, dado que me inclino seriamente para a possibilidade de vir a praticar sevícias ao meu próximo, sendo que os próximos se encontram relativamente a salvo pelo facto de estarem longe de mim, isto é, de estarem no tal "país que temos". O país que temos é feito por nós, e estou fartinha de ouvir essa porra. Deixem-se de queixas infindas, cabrões. Têm um país deslumbrante de tão lindo que é, tem muitas dificuldades, como muitos outros locais, tem muito menos dificuldades que vários outros locais no planeta, façam a vossa parte, que é o que vos cabe, em vez de bradarem aos céus tantos direitos sem deveres alguns. É triste que sejam poucos a amar essa terra, ao ponto de vir esta badameca que nem aí nasceu, e nem sequer dessa nacionalidade se considerou até muito tarde, vir dizer isto.

8 comments:

Ali la Loca said...

Lindo mesmo!

O Ricardo tem parentes em Portugal, quero muito conhecer o pais.

Muito valida a sua critica, by the way.

beijos!

_+*A Elite in Paris*+_ said...

Ja me ri! ja me fartei de rir. Ontem com amigo portugues em passeio bem que falamos do estado da naçao...

e vais entrar pela minha porta preferida, sem duvida :)

nao teras transito a fazer por ca?

Beijão enorme!

A Elite

Effe said...

si può amare, anche da lontano e in una lingua diversa?

Teresinha said...

Nem mais,Kanuthya!!!
Parem de se lamentar...
Lindas fotos! Elas "chamam-nos"!

kanuthya said...

@ ali, estou certa de que vais gostar :) Muita coisa linda para ver...

@ elite, querida, vou directa parar à Invicta ;)Quer dizer, espero :/

@ effe, ma certo che si può amare anche da lontano e in altra lingua, soprattutto una lingua sorella, è proprio quello il segreto della saudade :)o uno dei tanti segreti :)

@ teresinha, ainda bem que me compreende. Não há pachorra para tanta lamentação, nunca conheci povo que falasse tão mal de si próprio quanto o português :( Isso traz más energias e não muda nada!

Carolina said...

Tem razão!
Ó CABRÕES! (reforço eu)

Jo Ann v. said...

A mesma mentalidade ultrapassa-me em Angola. Ja que esta assim, deixa ficar. Não diz a musica "vamos ficar mesmo assim"???

Para as eleições, ainda se houve "de qualquer maneira, ja sabemos quem vai ganhar!", nem sabemos quem são os candidatos finais! E dar a vitoria de bandeja...

_+*A. Elite in Paris*+_ said...

Não levei a mal não... apenas sinto as "maos atadas" :)

ai ja deves estar no Nuorte... ai que inveja...

Beijo Meu...

A Elite

PS: verificação de palavras, nao vais acreditar mas é GOLOO!!! tirei uma impr. de ecra para veres :)