Friday, January 26, 2007

despir o olhar





Esta era a vista da varanda. De Verão, certo, admitamos. Em plena pujança da folha.


Há dois dias que sou despertada pelo som inconfundível de uma moto-serra. No Inverno passado podia ter-se dado uma desgraça na propriedade por trás da residência, com a queda de árvores durante tempestades que assolaram a região. O verde era tão intenso no meu campo visual que nem no Inverno eu havia vislumbrado a casa que se escondia por trás de venerandos pinheiros cuja idade não me atrevo a imaginar.


Imagino que terão bons motivos - sobretudo de segurança - para cortar as - creio - centenárias árvores, mas não deixa de me doer. Muito mesmo.


Agora, pelo menos por enquanto está assim...


3 comments:

quel said...

nossa...que pelada ficou a sua mata....
:-*

Carolina said...

Viva! Há muito tempo que não escrevia nada aqui neste espaço.
Muitos blogs agora para atender na ASAS e até ensinar as colegas a "arte" de mexer naquilo, têm-me tirado o tempo.
Que tal de frieza por aí? Neve?
bjh

kanuthya said...

quel, peladinha mesmo...
a sensação é de maior frio, apesar de algumas árvores estarem, naturalmente, sem folhas nesta altura do ano.

carolina Muito frio, muito mesmo. Na zona onde estou não costuma nevar. Parece que há três anos nevou um pouco. Mas nunca pensei que mesmo no Mediterrâneo fizesse tanto frio...